LEANDRO KARNAL FALA SOBRE O RAPAZ TATUADO NA TESTA - VÍDEO

                                                                             
A tortura e a tatuagem forçada de “eu sou ladrão e vacilão” na testa de um rapaz de 17 anos, em São Bernardo do Campo (SP), acusado de roubo de uma bicicleta, é mais um caso de tentativa de fazer justiça com as próprias mãos. Uma atitude que remete ao que acontecia na Idade Média e também na Idade Moderna, quando a população ainda tentava sair do embrutecimento e muitos ignoravam regras básicas de justiça, como a necessidade de aplicar uma pena justa, nem maior nem menor, para determinados crimes.