Tiririca quis fazer ‘sexo anal’ a força com empregada

Maria Lúcia acusa o parlamentar de, em seguida, desabotoar a calça e ir atrás dela “com o pênis ereto”. Ainda em depoimento, a empregada afirma que a filha, a mulher e dois assessores de Tiririca presenciaram a cena e “riam do ocorrido”. “Por fim, pediu ajuda para a filha do casal e ela empurrou o pai, que veio ao chão”, relatou Maria Lúcia.

A ex-empregada afirmou que, na mesma semana, foi com a família para Fortaleza, onde ficou durante oito dias cuidando da filha do casal. No Ceará, eles teriam ficado hospedados em um sítio do deputado. À Polícia Civil do DF, Maria Lúcia disse que “a família fez festas todos os dias; que sempre que a declarante passava perto de Francisco ele dizia: ‘vou te comer’, passava a mão no cabelo da declarante e nas nádegas. Várias vezes Francisco dizia: ‘você vai gostar, meu pau tem a cabeça muito grande, se experimentar, vai gostar”.
Provas destruídas

    ÁUDIO DA MATÉRIA PARA DEFICIENTES VISUAIS: