Família de homem que matou policial recebe cestas básicas da PM



Um vídeo sobre um gesto de compaixão viralizou na internet nesta terça-feira (29). Ele conta o caso de um Policial Militar que foi assassinado em Brasília no último mês. O homem apontado como responsável pelo crime foi encontrado e preso. Os oficiais foram até a casa da família dele e se depararam com uma situação de extrema miséria. Sensibilizados, integrantes da corporação fizeram uma vaquinha e compraram cestas básicas para ajudá-los.

video


Os policiais militares encontraram uma casa muito humilde, na região metropolitana de Brasília (DF). Ao chegar ao local, o espanto e uma declaração triste da mulher do homem que matou o policial: “Eu e minha filha pegamos coisas no lixo para alimentar minha família”.

Os oficiais então levaram várias cestas básicas para amenizar a fome da família. A mãe de quatro filhos, agradece aos policiais e ainda completa: “Eu vou dividir com a minha vizinha, porque ela passa pela mesma situação que eu”.

A página “Quebrando o Tabu” postou o vídeo na manhã dessa terça-feira (29) e já possui mais de 500 mil visualizações. Muitas pessoas se manifestaram a favor da ação dos policiais e elogiaram bastante a atitude.



Nos comentários do vídeo, uma familiar do policial assassinado desabafa e apoia a atitude dos militares. “Sou da família do policial morto. Ele era meu tio. Obviamente ficamos arrasados com a perda! Mas nada que a gente faça vai trazer meu tio de volta. Agora é o cara que matou ele pagar pelo crime cometido, e a sociedade como um todo buscar de alguma forma se movimentar para que situações assim não voltem a acontecer”, escreveu.

“Ninguém opta por uma vida de crime por achar bonita, a situação de extrema pobreza não justifica claro. Mas o ódio também não é agente de transformação de nenhuma espécie. Nós, da família do policial assassinado, inclusive nos movimentamos para ajudar a família do assassino. A gente só pode dar pro outro o que recebeu”, completou Jaquelina Jubé, sobrinha do policial. O comentário foi curtido mais de duas mil vezes.