Quem é Ri Chun-hee, a vovó de rosa que apresenta as notícias na Coreia do Norte ?



O apocalipse será televisionado, e será apresentado por uma avó norte-coreana vestida de rosa, anunciando a notícia em um grito já conhecido Mundialmente.

Ri Chun-hee é o rosto mais proeminente da Televisão Estatal da Coreia do Norte , aparecendo quase sempre que o país dá um passo para cumprir suas ambições nucleares, entregando as ações do estado com uma voz em cheia de entusiasmo.

"O teste de uma bomba de hidrogênio projetado para ser montado no nosso míssil balístico intercontinental foi um sucesso perfeito", disse Ri neste fim de semana, enquanto chorava com entusiasmo em relatar a detonação nuclear mais poderosa da Coreia do Norte .
"Foi um passo muito significativo para completar o programa nacional de armas nucleares".


A senhorinha de 74 anos é conhecida como "a radiodifusora popular" e é parcial com roupas cor-de-rosa brilhantes. Ela normalmente ostenta um  hanbok , tradicional traje coreano, embora ela tenha sido vista em ternos de estilo ocidental, completo com ombreiras e, claro, em sua cor marca. Sua voz estrondosa fala para o regime em um país onde o líder Kim Jong-un raramente fala ao seu povo diretamente. Mas quem é a "dama rosa" da Coreia do Norte?


Ri nasceu em 1943 em uma família pobre em Tongchong, o que agora é o sudeste da Coreia do Norte e estudou arte de desempenho na Universidade de Teatro Pyongyang. Ela se juntou à KCTV em 1971 e foi promovida a apresentadora de notícias-chefe apenas três anos depois.

Sua entrega melodramática teria ganhado Ri a admiração do atual líder Kim Jong-un, essencial para sobreviver sob o que os especialistas descrevem como o regime mais brutal até à data. Ela raramente se afasta de seu estilo belicoso, embora ela tenha chorado no ar ao anunciar a morte do primeiro líder da Coreia do Norte, Kim Il-sung, e a subseqüente morte de seu filho e sucessor, Kim Jong-il.

Embora ela tenha se aposentado oficialmente em 2012, Ri fez retornos ocasionais para importantes anúncios militares e agora passa a maior parte do tempo treinando a próxima geração de apresentadores.


Em um perfil raro em 2009, a revista estatal Chosun Monthly informou que ela vive uma vida de luxo em Pyongyang com seu marido, filhos e netos.