ASSISTIR JULGAMENTO DE LULA NO TRF-4 AO VIVO

Microsoft lança atualização para falha de processadores a nível global ; instale agora

              Veja o vídeo ensinando a corrigir o problema , link  no final da matéria.
                                                                                 
Uma falha no design de todas as CPUs da Intel feitas na última década essencialmente permite que os dados de memória do kernel sejam lidos por programas comumente usados, que, se explorados, poderiam levar a hackers a extrair importantes informações protegidas, como senhas e chaves de criptografia de programas e sistemas operacionais.

Dubbed Meltdown, a falha possui uma correção de nível de sistema operacional que separa o kernel de uma memória virtual de programa ou processo, que tem o efeito de abrandar as máquinas.

O Google, a empresa de segurança Cyberus Technologies e outros especialistas liberaram detalhes técnicos sobre o que se sabe das falhas Meltdown e Spectre. As brechas, inicialmente noticiadas como um problema exclusivo dos processadores da Intel, na verdade atingem parcialmente também produtos de outras marcas, como AMD, e possivelmente celulares, mas ainda faltam experimentos para determinar o nível de vulnerabilidade de cada chip.

As falhas Meltdown e Spectre ambas residem no mesmo recurso, o de execução especulativa. Usando uma dessas falhas, é possível violar (de modo bastante indireto) o isolamento que o próprio processador do computador impõe para cada aplicativo e que impede que um software interfira na memória de outro.

Embora tenham a mesma base, as duas falhas têm impactos diferentes e o método de exploração também varia, dependendo até do modelo do processador. Acredita-se que a falha Meltdown, a mais grave, seja realmente exclusiva de processadores Intel. A Spectre, embora exista em outros chips, também é mais fácil de ser explorada em chips da Intel.

Como a Intel é líder do mercado em computadores, especialmente em servidores e notebooks, a falha tem alcance quase universal. Estima-se que todos os chips produzidos pela Intel desde 1995 sofram do problema, com exceção de modelos Itanium e Atom produzidos até 2013.

CLIQUE NO LINK PARA A CORREÇÃO DA MICROSOFT ,KB4056892